• Índices de vulnerabilidade à erosão das praias da Ilha de Itamaracá, litoral norte de Pernambuco, Brasil
  • Vulnerability indices to erosion of beaches of Ilha de Itamaracá, coastal north Pernambuco, Brazil
Carlos Fabrício Assunção da Silva, Bruno Ferreira, Eduardo Paes Barreto, Maria das Neves Gregório, Valdir do Amaral Vaz Manso, Ana Lúcia Bezerra Candeias, Weyller Diogo Albuquerque Melo

Resumen

As praias do Forte Orange, Pilar e Jaguaribe estão localizadas a 50 km ao norte da cidade do Recife, no município da Ilha de Itamaracá. Nas últimas décadas apresentou um rápido crescimento urbano, ligado principalmente às atividades turísticas da orla. As construções irregulares e empreendimentos turísticos na zona da pós-praia diminui a capacidade de transporte dos sedimentos, e sua deposição no sistema praial interferindo na morfodinâmica do ambiente e, assim, promove a instalação da erosão marinha. O estudo teve como objetivo identificar e avaliar através de índices quantitativos e qualitativos o grau de vulnerabilidade à erosão costeira. Para isto foi levado em consideração as atividades humanas e as características naturais da praia. A metodologia foi realizada a partir do mapeamento de toda a orla. Identificou-se cada setor, por células e os índices do grau de vulnerabilidade foram definidos como: alto, médio e baixo. No setor 1 (Sul) observou-se um grau moderado de vulnerabilidade à erosão, este apresentou uma pós-praia desenvolvida com certa tendência a progradação. O setor 2 (Centro) recebeu um alto grau de vulnerabilidade, onde parte da pós-praia foi totalmente ocupada, apresentou estruturas rígidas de proteção à costa. O setor 3 (Norte) recebeu também alto grau de vulnerabilidade, este setor apresentou boa parte da pós-praia ocupada com construções inadequadas e um pequeno trecho deste ambiente desenvolvido, com tendência a progradação. A identificação de setores por meio do grau de vulnerabilidade mostrou ser uma importante ferramenta de análise e fornece subsídios a política públicas e ao gerenciamento costeiro.

Abstract

Forte Orange, Pilar and Jaguaribe beaches are located on Itamaracá Island, 50 km North of Recife. In the last few decades these beaches have experienced rapid urban growth, connected to the tourism activities in the area. The irregular constructions and the tourist business in the area have decreased sediment transport capacity, along with its deposition in the beach system. This interference in the beach system’s morph dynamics over the time, has caused erosion in the study area. This work aims to identify and analyze the degree of erosion vulnerability. Human activities and the beach’s natural characteristics were considered. During the mapping of the area sectors by cells were identified and vulnerability tables were assigned, defined as: high, medium and low. Sector 1 (South) presented a moderate degree of vulnerability to erosion, since it had a developed post-beach tending to progradation. Sector 2(Center) presented a high degree of vulnerability, where a large part of the post-beach was totally occupied, presenting only protection structure against erosion. Sector 3 (North) also presented a high degree of vulnerability, a large part of this sector has the post-beach totally occupied by inappropriate buildings (bars and residences), and a small part of this area has been developed tending to progradation. Therefore, the sector identification through these quantitative and semi qualitative indices proved to be an important tool, being one more subsidy to the coastal management.

Palabras clave

Praias; Construções; Vulnerabilidade; Progradação; Ilha de Itamaracá; Erosão.

keywords

Beaches; Buildings; Vulnerability; Progradation; Island of Itamaracá; Erosion.

Texto completo: PDF



DOI: 10.5354/0719-5370.2016.44619